Arquivo de cfg não localizado: ../core3/infoisis_defineportal_1novacontagem.php Autora de Livro sobre AMADO BATISTA - O Cantador de Histórias abre processo contra o cantor , editora e livraria por Danos Morais e Materiais [Portal VozdoCLIENTE]

Autora de Livro sobre AMADO BATISTA - O Cantador de Histórias abre processo contra o cantor , editora e livraria por Danos Morais e Materiais Geral (Fonte indicada)





A escritora Aline Anjos de Souza, autora do livro "Amado Batista - O cantador de histórias", lançado em 2010, está processando o cantor, a Editora Horizonte e a Livraria Saraiva. Na ação, ela pede indenização de R$ 100 mil por danos morais e materiais e pelos direitos autorais da biografia do cantor. As informações são do portal O Dia.

No processo judicial, aberto em 2015, Aline alega que teria recebido apenas R$ 191,94 pela venda dos livros. Ela concordou, em contrato firmado com a Editora Horizonte em agosto de 2010, que receberia R$ 0,56 por cada livro vendido. Amado Batista, por sua vez, receberia R$ 8,54, e a editora, R$ 2,15.

Após contestar o valor, a autora recebeu mais R$ 38,08. Ao todo, o valor corresponde a cerca de 416 livros.

Depois disso, a escritora assinou um termo de distrato, mas a Saraiva teria seguido vendendo exemplares da obra. Em algumas entrevistas, o cantor afirmou que a biografia vendeu cerca de 50 mil exemplares. A editora alega que a nota fiscal da gráfica responsável pela impressão do escrito mostra cerca de 6 mil impressos, dos quais 5.484 não foram vendidos. Os exemplares, então, teriam sido devolvidos ao cantor.

No mês passado, a Justiça pediu constatação da quantidade de exemplares em posse do artista. No processo, a defesa do cantor afirmou que os livros devolvidos a ele pela editora foram para "mero armazenamento", o que não implicaria em direitos autorais.

Conforme o portal O Dia, a defesa disse que os livros foram devolvidos à editora como doação devido ao insucesso das vendas. Ainda segundo os advogados, Amado não teria obrigação de pagar os direitos autorais — a responsabilidade de pagamento seria da editora.

Procurado, Amado Batista não se pronunciou sobre o assunto.

Fonte: ODia, Istoé e Diário do Nordeste.


Vídeos recomendados:

Curta, comente e publique direto no Facebook

Mais lidas últimos 30 dias